O papel das cores na decoração da cozinha

Longe vão os tempos em que não se usavam cores na decoração da cozinha. Aliás, atualmente esta é uma divisão que tem tanta personalidade e importância numa casa que já é possível ver projetos de decoração cheios de vida.

Desde móveis inovadores a cores e combinações inusitadas, várias são as tendências que marcam a decoração e o design de interiores para esta divisão.

Afinal, preparar refeições não tem que ser algo aborrecido, muito pelo contrário, uma cozinha com personalidade pode dar uma ajuda a tornar esta tarefa muito mais divertida.

 

Porquê usar cores na decoração da cozinha?

Assim como a vida, é essencial que todas as divisões da casa encontrem um equilíbrio, isto é, que não seja monocromática, nem seja demasiado colorida. Afinal, qualquer um dos cenários pode acabar por dar um ar pesado ao ambiente. Além disso, os extremos são cansativos para os olhos, acabando por criar efeitos adversos.

No caso das cozinhas, dar alguns pontos de cor através de móveis ou objetos faz toda a diferença no espaço, trazendo harmonia e leveza. Como se não bastasse, ajuda a quebrar a monotonia num espaço monocromático, dando um ar sofisticado.

O grande segredo de usar cores na decoração da cozinha são os tons escolhidos, assim como onde aplicar esses pontos de cor: se é em objetos, numa parede ou num móvel.

 

Como criar ilusão ótica na cozinha

Quando se fala em pintar a cozinha, a primeira cor que surge à mente é o branco, não fosse esta uma cor universal e versátil. No entanto, existem outras cores que não só tornam o espaço muito mais interessante, como também o tornam mais ou menos comprido, dependendo da intenção que se quer proporcionar.

Assim sendo, para que as cozinhas pequenas pareçam maiores, deve-se usar cores claras nas paredes, como o branco, o cinzento-claro ou o marfim, e apostar em elementos decorativos coloridos.

Já as cozinhas compridas devem pintar as paredes mais pequenas com cores escuras e as restantes de cores claras, pois assim “encurta” o espaço.

 

Como tornar uma cozinha mais interessante?

Depois de saber quais são as cores utilizadas nos principais estilos de cozinha, está na altura de perceber como é que poderá aplicá-las na prática. Abaixo poderá ter algumas ideias:

Texturas

Mármore

As cores não só influenciam apenas o humor, como também a perceção de profundidade. Nesse sentido, é normal que uma cozinha de tons escuros pareça mais pequena que outra com tons claros.Para contrariar essa ideia, as pedras naturais texturizadas ajudam a dar uma sensação de amplitude;

Amadeirado

As tonalidades mais escuras transmitem a sensação de segurança e prestígio, pelo que este é um tipo de material muito usado em cozinhas modernas, que contrastam com os eletrodomésticos em inox.

 

 

Cores na decoração da cozinha

Cores quentes:

São usadas para trazer aconchego ou para despertar o apetite, como é o caso do vermelho. Nesse sentido, devem ser usadas em revestimentos para armários superiores, ou em azulejos com variações do tom;

Tons frios

Ajudam a ar uma sensação visual de frescura, sobretudo nos dias de maior calor durante o verão. Além disso, transmitem calma e satisfação. Assim sendo, são ideais para aplicar nas paredes da cozinha;

Cores vibrantes

À semelhança de outras divisões, as cores vibrantes ajudam a dar vida a uma cozinha. Por exemplo, o laranja ajuda a estimular a energia e a criatividade. Por isso, são ideais para usar em armários inferiores.

 

Quais as melhores combinações de cores para usar na cozinha?

Embora este seja o receio daqueles que querem usar cores na decoração da cozinha, a verdade é que não existe uma definição de certo ou errado, tudo depende da intenção que quer transmitir com a decoração.

Apesar de não existirem regras que ditem o que é certo ou errado em termos cromáticos, existem algumas cores que são uma excelente opção para decorar as cozinhas. Eis os principais esquemas de cor para cada estilo de cozinha:

  • Estilo clássico: castanho, branco ou creme;
  • Cozinhas de luxo: preto com apontamentos de madeira, principalmente a escura, e detalhes metálicos, sobretudo o dourado;
  • Estilo retro: uso de cores vibrantes, sobretudo nos eletrodomésticos, e detalhes com padrão, como por exemplo, no xadrez na tijoleira desta divisão;
  • Estilo sofisticado: cinzento com apontamentos de cor (por exemplo, o amarelo);
  • Inspiração provençal: tons pastel, sobretudo o lilás e o azul-claro, com apontamentos de madeira natural.

 

Obviamente, estas são apenas algumas sugestões, pois existem outras possibilidades para usar cores na decoração na cozinha. O mais importante é que as cores escolhidas sejam harmoniosas entre si, de modo a não criar um espaço com um ar pesado.

 

Related Posts